"In three words I can sum up everything I have learned about life: it goes on."


Friday, August 30, 2013

74

people fuck around
fuck with people they've known
for long time
with people they've just
met
in bars
in cars
in their houses
at hotels
on the streets
i don't
i observe
i get sick watching them
trying to fix their broken
hearts with cum
i wonder if there's
someone out there
who's not this
disgusting
or broken
or both
and
truly worth
a fuck


Saturday, August 03, 2013

73

Sabe quando tu não sabia que queria tanto uma coisa até não ter mais? E então quando tudo e todos se foram você senta na cama e inunda seus lençóis? Dói saber que você não foi a escolhida, de novo. Mais uma vez os 50% de chances que você possuía não serviram ao seu favor, ainda não foi você.
Em poucos momentos da nossa vida conseguimos realmente sentir nossa alma, esse é um deles. É como se alguém a tivesse pegado com os próprios dedos e cravado suas unhas sujas e mal cortadas nas bordas, então tenha a atirado em um triturador que a reparte em milhares de partes. Todos os pedaços se sentem desconexos, fora de si, doendo, latejando, te maltratando um pouco mais, levando a dor além do imaginável. Imagino que a alma seja circular e brilhante, tão brilhante que ofusca tudo a sua volta. Todas as almas devem ser esbranquiçadas, se bem que tem cada pessoa por aí que deve possuir uma bem da cinza escura. Acho que se a alma tivesse voz, nessa situação de desmembramento, ela gritaria.
É difícil deixar algo que possui seu coração ir, é difícil admitir que chegou a hora de parar de sonhar. É difícil colocar os pés no chão. É difícil deixar a gravidade da terra finalmente te botar aonde você deveria estar desde o princípio. É difícil dizer adeus quando mal se deu oi. Saudades do futuro que não existiu e agora já foi. De repente é mais bonito assim.