"In three words I can sum up everything I have learned about life: it goes on."


Sunday, October 28, 2012

Mas é que em toda noite de insônia eu ainda penso em te escrever.
(e olha que são muitas)

Tuesday, October 23, 2012

65

São quase três da manhã e a insônia não me deixa dormir. Não é por falta de cansaço, muito menos por falta do que fazer amanhã. Coisas dentro de mim crescem, coisas que não consigo controlar e que comem minhas entranhas, meros parasitas que dependem do sofrimento para crescer. Minha cabeça doi por dias consecutivos devido a falta desse sono desaparecido. A vida não me parece boa, ela me parece cansativa, exaustiva, sem propósito. Não sirvo pra fazer nada, e os anos só vem a confirmar esse meu achismo.
Acho que cansei. Viver não é bom, a vida é uma merda. Não entendo porque as pessoas insistem em me fazer continuar viva. Seria tão mais fácil se existisse alguém para me apoiar a morrer.
Não entendo porque as pessoas querem morrer velhas, é pedir para sofrer mais. Senhor! Que eu morra jovem, por favor.
Sinto-me exausta. Minhas pálpebras sustentam quilos de pesos, assim como as minhas costas, que já doem demais para alguém da minha idade. Assim como meus dedos e meus braços doem por causa da tendinite que a essa altura, já é avançada.
Perambulo pela casa procurando cegamente algo que me dê um sono tranquilo, não tem nada. Não existe nenhum remédio tarja preta que me faça apagar, não existe nem anti alérgico, nem paracetamol. Nada. Eu estou cansada, tão cansada. São muito gritos e muitas brigas pra nada. Eu procuro pelo quê continuar vivendo.
"É melhor morrer por algo do que viver pra nada".
Me deixa morrer, então. Eu morro por todos que continuarão vivendo: com seus empregos medíocres, para receber um salário miserável e receber ordem de um chefe ignorante, eu morro por todos nós. Morro pelos ignorantes felizes a viver suas vidas cegas. Como eu gostaria de ser um deles!
Mas não sou e vejo como o mundo é uma merda e os seres humanos são nojentos. Sigo no escuro, tateando o ar, tentando achar algo que me faça adormecer antes de amanhecer..

Thursday, October 18, 2012

64

Te transformo em
Delírios delirantes desoladores
Escuros obscuros obtusos
Inundados e incapacitados
De cheiros e vozes
Amaldiçoados pelas lembranças
Para me lembrar
Do quanto eu te desejei.

( e não hei mais de fazer, amém)

Tuesday, October 16, 2012

You and I will be again some time