"In three words I can sum up everything I have learned about life: it goes on."


Sunday, December 25, 2011

22 (horas)

Apenas dois dias. E deixa eu te contar: infinitas coisas podem acontecer em apenas dois dias.
A quem estou tentando enganar? Dois dias? Pff. Vinte e duas horas.
O suficiente para contorcer e confundir tudo aquilo que eu tinha decidido pelo último ano, veio e fez uma bagunça em tudo. Me fez bagunça.
Não sei se ele veio ou se foi eu que fui, ou simultaneamente ele veio e eu fui, mas tá tudo assim. Bagunça.

Eu vi o pôr-do-sol mais lindo do mundo no Paraná enquanto matava a maior saudade do mundo sentada na poltrona 37.
"-Agora eu entendi quando eles falam sobre o céu de bronze." Disse ele.

Vinte e duas horas. Três carteiras de Carlton. Dois filmes bons. Várias cordas desafinando a cada momento. A ré não afinando de jeito nenhum. Meu amor inteiro em um apartamento de quarto andar no centro de uma cidade a mim desconhecida. Um cigarro caindo da sacada lá para baixo.
"-Imagina se fosse eu." Disse ela.
"-Se fosse tu então eu nunca casaria." Disse ele.

A volta foi silenciosa, toda trabalhada em pensamentos rebuscados sobre um futuro impossível. O céu também estava bonito, mas nunca seria tão bonito quanto o céu do dia/noite/manhã (perdi a noção da ordem e do tempo) do dia anterior. Mas tava assim, ônibus dormindíssimo e a poltrona 39 já não era tão legal como a 37 fora anteriormente.


video

Thursday, December 22, 2011

- Desapareceu, tá vivo?
- To vivo e ainda te amo, e voce?
- Ainda te amo também.

Data:
22/12/2011

Hora:
18:10

Tipo:
Mensag. texto

Tuesday, December 13, 2011

Eu já rezei pra tudo melhorar
Eu já pedi pra deus pra ele me salvar
Mas quando abro os olhos
Não acredito em nada
Eu já morri, eu já quis te matar
Já fiz o que ninguém consegue suportar
Não há nada pra acreditar