"In three words I can sum up everything I have learned about life: it goes on."


Monday, May 24, 2010

Gun-fights

Hoje eu vou escrever porque me faz bem.

Estou no futuro daquele tempo, e ainda não entendo como me rendi tão fácil. O verão já se foi e levou com ele tudo que tinhamos - você sabe que estou certa, protelar o inevitável nunca foi meu forte.
De repente o outono chegou, e tudo começou a girar ao redor de ti, dela, de ti novamente. Entre dois mundos fiquei perdida por meses e no meio desse pique-esconde você sumiu - logo quando eu me achei! Só que logo após o jogo terminar, ela sumiu, você sumiu, e eu sumi também (por pura falta de opção). A ordem das estações é clara: verão, outono, inverno - neste instante, aqui no sul, este último já tinha chego... e olha a hora, pra variar! A escuridão da madrugada cheirava a inverno e ambos vocês cheiravam a passado.

Menos viva do que antes mas sem pedaços faltantes, estou eu aqui, wishing you still like me as a friend. Só gostaria que você soubesse que meu casaco do mickey - que sobreviveu aos dois tiroteios - ainda está aqui, intacto. O jogo acabou, mas gostaria de lembrar-lhe que apostei todas as minhas fichas em você e terminei a noite em débito com a mesa. Pra variar



- I love to walk alone across gun-fights, btw.

Saturday, May 01, 2010

Definindo destruir

De nada me adiantam tuas desculpas se as atitudes não mudam. É tudo muito superficial, muito mesquinho. Histórias viradas do avesso, brincadeiras sem fundamento, telefone sem fio.
Ta tudo errado, e ninguém parece notar. O respeito pelo próximo é inexistente, e o amor pelas fofocas tem cada vez mais audiência - eu não quero pontos de ibope na minha vida.
Eu sempre tive pavor de gente especulando sobre mim, tenho horror de imaginar um grupo de pessoas falando sobre a minha pessoa na minha ausência. A ideia de uma conspiração sobre 'não conta pra nath que eu te contei isso dela' me destroi.

Des.tru.ir 1 Arruinar, Demolir. 2 Dar cabo de, fazer desaparecer. 3 Exterminar, matar, estinguir. 4 Assolar, devastar.

Não pense que eu fico arrasada, de chorar, me escabelar, e querer morrer. Não. A ideia (e a certeza) da cena acima citada, extermina o meu amor e a minha compaixão por alguns indivíduos.
Nesse momento você deve estar pensando: - Que pessoa terrível essa, que perde o amor e a compaixão tão facilmente.
Se você quiser achar isso de mim, faça bom proveito. Eu sou orgulhosa, e fechada. Eu não gosto que invadam o meu espaço, que atirem minha vida ao vento.
É só que... eu só sinto compaixão por quem realmente precisa e merece. Não vou ficar gastando meus sentimentos por pessoas que não valem um egg. Minha lágrimas são limitadas.

-

Você acha que o amor é tudo na vida e, de repente, vê que não sabe nadar.

É, você não sabe nadar. E se o avião cair no mar? O amor vai te salvar? Não, a natação vai te salvar. E se você escorregar na piscina? E se o barco afundar? E se um tsunami atingir a tua praia?

Eu tô nadando contra a corrente. (Rodrigo Tavares)

-

Primeiro eles pedem perdão
Depois perdem a paciência e o
Próximo passo
Pequenos pecados
Esquecidos tão depressa quanto feitos

Sempre não e para sempre
Padres não podem prever pecados
É presente o perigo
E somente palavras que não curam
Mas aproximam as mãos

Permitam que o seus filhos
Aprendam a ter compaixão
Ensinem os seus filhos
Ensinem a ter compaixão
Permitam que seus filhos
Aprendam a ter compaixão
Ensinem os seus filhos...compaixão (Nenhum de nós)